Calvície

A calvície, também denominada alopecia androgenética, designa a perda parcial e definitiva de parte dos cabelos. Embora muitos pacientes acreditem que a calvície ocorra a partir da queda de grande quantidade de fios de cabelo de uma única vez, na verdade, isso é percebido em apenas alguns casos. Em geral, a calvície resulta da miniaturização dos fios, processo em que se observa um afinamento dos fios, tornando-os mais curtos e reduzidos em diâmetro a cada novo ciclo, até desaparecerem.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o problema atinge metade dos homens brasileiros com até 50 anos. No que diz respeito à calvície feminina, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) também revelou dados alarmantes, afirmando que 30% de todas as mulheres do mundo sofrerão com algum problema relacionado a calvície após os 50 anos de idade.

A alopecia androgenética é um quadro espontâneo, progressivo e irreversível iniciado, muitas vezes, ainda na adolescência devido ao aumento do número e da atividade de andrógenos. Contudo, mesmo que a principal causa seja genética, há outros fatores agravantes, a exemplo de estresse; deficiências vitamínicas; anticoncepcionais orais, injetáveis ou implantáveis; suplementos de academia ou medicamentos à base de hormônios com testosterona ou seus derivados; gravidez, período pós-parto ou menopausa e problemas de saúde, como anemia e hipotireoidismo.

Apesar de afetar tanto homens quanto mulheres, a calvície apresenta padrões diferentes. Enquanto o padrão em homens varia entre a acentuação das entradas (região frontal), a perda difusa no meio acima da testa e/ou a coroa, evoluindo para a perda de todo o cabelo da frente até a coroa. (Figura 01), nas mulheres ocorre a perda de cabelo difusa com a região central sendo a mais  acometida (Figura 02).

Figura 01
Figura 02

Tipos de alopecia masculina e feminina

Nem sempre a queda de cabelo indica um diagnóstico de alopecia androgenética. Há, ainda, outros tipos de alopecia, como a alopecia cicatricial, caracterizada pela permanente queda de cabelo devido à destruição da unidade folicular; a alopecia por tração, condição associada ao tracionamento intenso dos fios; a alopecia areata, doença inflamatória autoimune com perda de cabelo ou de pelos em cílios, sobrancelhas ou barba; e o eflúvio telógeno, responsável pelo encurtamento do ciclo dos cabelos.

Tratamentos para calvície

Ainda sem cura, a calvície conta com tratamentos variados, que vão desde o uso de produtos tópicos a cirurgias, passando por tratamentos com bloqueadores hormonais. Clínicas mais modernas e especializadas em distúrbios capilares, como a Clínica Camara Lopes, oferecem procedimentos que incluem a aplicação de medicamentos e vitaminas diretamente no couro cabeludo, técnica denominada MMP – Microinfusão de medicamentos na pele. Outras alternativas são o microagulhamento no couro cabeludo, estimulando o crescimento de novos fios, e o laser de baixa potência (chamado de LLLT ou LED).

Mitos e Verdades sobre a Calvície

01. ‘Caspa é uma das causas da calvície’: mito! 

Embora a caspa possa estar associada à calvície e até agravar o processo ela não é uma das causas da doença.

02. ‘A calvície é genética’: verdade! 

Conhecida também como alopecia androgenética, a calvície é uma condição genética que pode atingir tanto homens quanto mulheres.

03. ‘A cirurgia de transplante de cabelos deixa o cabelo igual ao de uma boneca’: mito!

No transplante capilar são implantados cabelos do próprio paciente, atualmente existem técnicas muito avançadas que garantem a naturalidade no resultado.

04. ‘Dormir com o cabelo molhado pode causar queda de cabelo’: verdade! 

Esse hábito pode ocasionar a queda capilar, mas não a calvície especificamente.

05. ‘Raspar a cabeça ajuda a evitar a calvície’: mito! 

Pelo contrário, raspar a cabeça pode irritar o couro cabeludo e em nada contribui para evitar a evolução da calvície

06. ‘Estresse pode causar calvície’: verdade! 

O estresse gera alterações hormonais e essas, por sua vez, podem contribuir para a queda capilar ou o avanço da calvície.

07. ‘Tratamento de calvície gera disfunção erétil’: mito! 

Embora seja um mito, há uma baixa porcentagem de homens propícios a apresentar esse problema indiferente ao tratamento utilizado. Por isso, o assunto deve ser discutido com o seu médico  para avaliar sempre as melhores indicações para cada caso.

TRATAMENTOS COMPLEMENTARES

A Clínica Camara Lopes oferece tratamentos complementares e/ou como alternativa para o combate a calvície e queda de cabelos. Conheça todos os tratamentos disponíveis:

MMP

A Microinfusão de Medicamentos na Pele (MMP) é um tratamento que consiste na aplicação de uma combinação de medicamentos no couro cabeludo, realizada através de microagulhas. É indicada para tratar a calvície, queda e quebra acentuada de cabelos e outras afecções do couro cabeludo.

LLLT

O LLLT (sigla para Low Level Laser Therapy) é um laser de baixa potência, utilizado para estimular os vasos sanguíneos e desta forma melhorar a circulação e desinflamar o couro cabeludo, favorecendo o crescimento dos cabelos. É indicado para tratar a alopecia androgenética e o eflúvio telógeno.

Carboxiterapia

A carboxiterapia é uma infusão de gás carbônico medicinal através de agulhas, que promove uma melhora na irrigação sanguínea no couro cabeludo. Além de combater a queda, este tratamento é indicado também para o controle de caspa e seborréia.

Medicamentos

Existem medicamentos e complexos vitamínicos de uso sistêmico (oral) ou tópico que podem ser recomendados para prevenir as afecções capilares, ou com complemento dos procedimentos realizados em clínica. A prescrição é feita pelo médico após minuciosa avaliação.

Intradermoterapia

A intradermoterapia é um tratamento clínico que consiste na aplicação injetável de vitaminas no couro cabeludo com o objetivo de aumentar a produção de nutrientes, fortalecer e estimular o crescimento dos fios.

Conquiste um cabelo bonito e recupere a sua autoestima!

Na percepção de qualquer um dos sinais mencionados ou mesmo uma queda de cabelo anormal, não hesite, busque auxílio médico profissional. Os especialistas da Clínica Camara Lopes são experientes e estão aptos a diagnosticar e tratar diversas patologias, inclusive a alopecia cicatricial.

CONQUISTE UM CABELO BONITO E SAUDÁVEL

AGENDE SUA CONSULTA

AGENDE AGORA