A grande maioria dos pacientes pode ser submetida a técnica FUE.

Antes de todo procedimento, realizamos uma análise detalhada das áreas doadora e receptora do paciente. Assim, podemos ter certeza do planejamento cirúrgico adequado para cada caso e qual a melhor estratégia cirúrgica. Em alguns casos pode ser recomendada a associação das técnicas FUE e FUT no mesmo procedimento para a conquista do resultado desejado.